Conheça os vencedores do 5º Prêmio Abra de Roteiro

46 0

Na noite da última quinta-feira (4/11) Associação Brasileira de Autores-Roteiristas – Abra anunciou os vencedores da 5ª edição do Prêmio Abra de Roteiro, realizado com patrocínio do Projeto Paradiso. Em relação aos anos anteriores a paridade de gênero é um dos destaques se juntando com a escolha da Associação em eleger obras que trouxeram maior diversidade racial e de identidade de gênero entre os vencedores. 

A premiação foi aberta pela presidente da ABRA, a roteirista Maíra Oliveira, e apresentada pela atriz, comediante e roteirista Cris Wersom, do programa de humor A Culpa é da Carlota.  

A grande homenageada desta edição foi a roteirista, cineasta e diretora Adélia Sampaio, conhecida pelos longas Amor Maldito, Fugindo do Passado: Um Drink para Tetéia, História Banal, AI-5 – O Dia Que Não Existiu, este último realizado em parceria com o jornalista Paulo Markun; além do mais recente curta-metragem O Mundo de Dentro, que estreou no Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo

“Os autores e roteiristas são o primeiro elo da cadeia audiovisual e, por isso, um dos mais primordiais. Desde sua fundação o Projeto Paradiso tem o compromisso de apoiar e valorizar essa categoria de profissionais”, afirma Josephine Bourgois, diretora executiva do Projeto Paradiso. 

A votação do prêmio Abra é feita com a participação de suas associadas. Entre os roteiros vencedores que trouxeram maior diversidade racial e de identidade de gênero destacam-se: a categoria especial Prêmio Abraço | Excelência em Roteiro foi dado à Ana do Carmo jovem negra e roteirista de Salvador. Já na categoria curta-metragem o destaque foi dado à Grace Passô mulher negra, LGBTQIA+ e roteirista de Minas Gerais. Na categoria infanto-juvenil o destaque foi para duas mulheres LGBTQIA+ as roteiristas: Bia Crespo e Flavia Guimarães. E na categoria especial Roteirista do Ano | Troféu Paradiso foi dado a Alice Marcone mulher negra, transgênero e roteirista. 

Confira os vencedores do 5º Prêmio Abra de Roteiro: 

Melhor Roteiro Original de Longa-Metragem de Ficção: 

Pacarrete roteiro de Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro; 

Melhor Roteiro Adaptado de Longa-Metragem de Ficção: 

M8 – Quando a morte socorre a vida roteiro de Jeferson De e Felipe Sholl;  

Melhor Roteiro de Longa-Metragem de Documentário:  

AmarElo – É tudo pra ontem roteiro de Toni C; 

Melhor Roteiro de Longa-Metragem de Comédia | Prêmio Paulo Gustavo:  

Alice Júnior roteiro de Luiz Bertazzo e Adriel Nizer; 

Melhor Roteiro de Obra Infantil / Infanto Juvenil:  

10 horas para o Natal roteiro de Bia Crespo e Flávia Guimarães; 

Melhor Roteiro de Curta-Metragem:  

República roteiro de Grace Passô; 

Melhor Roteiro de Série de Ficção – Comédia: 

Todxs Nós roteiro de Vera Egito, Heitor Dhalia e Daniel Ribeiro, Alice Marcone e Thays Berbe; 

Melhor Roteiro de Série de Ficção – Drama: 

Bom Dia, Verônica 

roteiro de Raphael Montes, Ilana Casoy, Gustavo Bragança, Carol Garcia e Davi Kolb; 

Melhor Roteiro de Série de Ficção – Reality ou Variedades:  

Greg News roteiro de Eduardo Branco, Bruno Torturra, Denis Burgierman, Gregorio Duvivier, Arnaldo Branco, Mariana Filgueiras, Luiza Miguez, Amanda Célio; 

Melhor Roteiro de Série Documental: 

Marielle – O documentário roteiro de Caio Cavechini e Eliane Scardovelli; 

Melhor Roteiro de Melhor Telenovela do Séc. XXI: 

Avenida Brasil roteiro de João Emanuel Carneiro, Alessandro Marson, Antônio Prata, Luciana Pessanha, Márcia Prates e Thereza Falcão; 

Prêmio da Crítica:  

M8 – Quando a morte socorre a vida roteiro de Jeferson De e Felipe Sholl; 

Prêmio Roteirista do Ano:  

Alice Marcone

Prêmio Abraço | Excelência em roteiro:  

Ana do Carmo

Deixe uma resposta