Longa brasileiro é escolhido Melhor Filme pelo público do LesGaiCineMad

331 0

O Festival de Cinema LGBTIQ + de Madrid, LesGaiCineMad, que este ano celebrou seu 25º aniversário, premiou Port Authotirty da americana Danielle Lessovitz como Melhor Filme da Seleção Oficial. Foi o que decidiu o júri desta edição, formado pelos atores Brays Efe, Fátima Baeza e Fernando Tielve.

O Prêmio de Melhor Direção foi para a argentina Clarisa Navas por Las mil y una e para os americanos Mathew Fifer e Kieran Mulran por Cicada. Da mesma forma, o Prêmio de Melhor Roteiro ficou em casa e foi para o cineasta catalão David Moragás em seu longa-metragem de estreia A Stormy Night.

As atuações premiadas pelo júri foram as de Tai Bo e Ben Yuen em Suk, Suk de Ray Yeung. O filme de Hong Kong, que retrata uma geração muitas vezes esquecida, também foi escolhido para encerrar o festival, num ano em que, apesar das limitações, os cinemas lotaram, obedecendo sempre às medidas sanitárias.

“O Público escolheu o brasileiro Alice Junior como Melhor Filme da 25ª edição. O longa-metragem, dirigido por Gil Baroni, deve se tornar um marco geracional para a juventude trans”.

Por fim, o júri concedeu uma Menção Especial a Kokon, filme lésbico dirigido pela berlinense Leonie Krippendorff.

Por sua vez, o Público escolheu o brasileiro Alice Junior como Melhor Filme da 25ª edição. O longa-metragem, dirigido por Gil Baroni, deve se tornar um marco geracional para a juventude trans.

Seção Oficial de Longas-Metragens / Prêmios do júri

Melhor filme
Port Authotirty, de Danielle Lessovitz

Melhor roteiro
David Moragas para A Stormy Night

Melhor direção
Clarisa Navas por Las mil y una e Mathew Fifer e Kieran Mulran por Cicada

Melhor performance
Tai Bo e Ben Yuen por Suk, Suk

Menção especial do Júri
Kokon por Leonie Krippendorff

Prêmio do público

Melhor filme
Alice Junior por Gil Baroni

Deixe uma resposta