Conheça os vencedores do 8º Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre (Frapa)

64 0

O Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre (Frapa), anunciou os vencedores de sua oitava edição. O ganhador do troféu de melhor roteiro da mostra competitiva de curtas foi Sem Asas (SP), escrito por Renata Martins. O roteiro de O Conforto das Ruínas (SP), de Gabriela Lourenzato, recebeu o prêmio do júri popular. Os outros vencedores foram os roteiros dos curtas Marie (melhor personagem), Céu da Boca (melhor diálogo), Bonde (melhor cena), A Felicidade Delas (melhor final) e Os Últimos Românticos do Mundo (melhor título).

No concurso de roteiros, Tempo Meio Azul Piscina, de Sofia Federico e Inimigo Interno, de Eva Freire e Rogério Cathalá, ambos da Bahia, foram os vencedores em primeiro lugar nas categorias longa-metragem e piloto de TV, respectivamente.

Mais de 450 roteiros e 250 curtas foram inscritos este ano. As premiações incluem cópias de software de edição Final Draft 11, bolsas de estudos e prêmios em dinheiro. Também, os ganhadores do concurso de roteiros farão parte do banco de talentos do Projeto Paradiso, entidade coprodutora do Frapa[LAB], laboratório que atendeu os 12 finalistas do concurso. 

Considerado um dos maiores evento do gênero na América Latina, a 8ª edição do Frapa ocorreu exclusivamente em formato online em razão da pandemia da Covid-19. Todos os anos, a atração promove uma série de atividades ligadas ao universo do roteiro que incluem palestras, debates, workshops, rodadas de negócios e concursos.

Premiados

Mostra Competitiva de Curtas 

Melhor Roteiro: Sem Asas, roteiro de de Renata Martins

Melhor Personagem: Alcina (Divina Valéria), de Marie, roteiro de Leo Tabosa

Melhor Diálogo: Céu da Boca, roteiro de Amanda Treze

Melhor Cena: cena do banho no Bonde, roteiro de Coletivo Gleba do Pêssego

Melhor Final: A Felicidade Delas, roteiro de Carol Rodrigues

Melhor Título: Os Últimos Românticos do Mundo, roteiro de Henrique Arruda

Melhor Roteiro segundo Júri Popular: O Conforto das Ruínas, roteiro de Gabriela Lourenzato

Menções Honrosas: Mitos Indígenas em Travessia, roteiro de Julia Vellutini e Wesley Rodrigues; e Rebento, roteiro de Vinicius Eliziario

Concurso de Roteiros – categoria Longa-Metragem

1º lugar: Tempo Meio Azul Piscina, de Sofia Federico

2º lugar: Doce Inferno na Galáxia, roteiro de Fábio Baldo

Melhor pitching: Arvorado, de João Iglesias

Menção honrosa: Criadas, de Carol Rodrigues

Concurso de Roteiros – categoria Piloto de Série

1º lugar: Inimigo Interno, de Eva Freire e Rogério Cathalá

2º lugar: Fim dos Tempos, roteiro de Paulo Leierer

3º lugar: Mangue Sujo, roteiro de Juliana Colares

Melhor pitching: Lâne & Eli, de Junia Lemos

Menção honrosa: Fim dos Tempos, de Paulo Leierer

Deixe uma resposta