Viviane Ferreira é eleita presidente do Comitê de Seleção do Oscar 2021

148 0

A cineasta Viviane Ferreira foi eleita Presidente do Comitê Brasileiro de Seleção do Oscar 2021, em votação realizada hoje entre os membros da comissão oficial, pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovsuais. Viviane é sócia-diretora da Odun Filmes e presidente da Associação de Profissionais do Audiovisual Negro (APAN) .

Este mês, a Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais foi reconhecida oficialmente pela Academy of Motion Picture, Arts and Sciences (AMPAS) como única entidade responsável pela seleção do filme que a cada ano concorre a uma vaga entre os cinco indicados ao prêmio de Melhor Longa-Metragem Internacional no Oscar.

O comitê é formado por Affonso Beato, Clelia Bessa, Lais Bodanzky, Leonardo Monteiro de Barros, Lula Carvalho, Renata Magalhães, Rodrigo Teixeira, Roberto Berliner e Viviane Ferreira.

Em decorrência da pandemia do coronavirus, a cerimônia do Oscar® será realizada no dia 25 de abril de 2021. A premiação tem novas regras para a elegibilidade dos concorrentes, que podem ser consultadas no site oficial da Academia Brasileira de Cinema:  http://academiabrasileiradecinema.com.br

As regras oficiais em inglês estão acessíveis no site do Oscar®

https://www.oscars.org/oscars/rules-eligibility

COMISSÃO BRASILEIRA DE SELEÇÃO – OSCAR® 2021

Membros titulares:

Viviane Ferreira – diretora e roteirista – presidente do comitê

Affonso Beato – diretor de fotografia (membro da AMPAS)

Clelia Bessa – produtora


Lais Bodanzky – produtora e diretora (membro da AMPAS)

Leonardo Monteiro de Barros – produtor

Lula Carvalho – diretor de fotografia (membro da AMPAS)

Renata Magalhães – produtora


Rodrigo Teixeira – produtor (membro da AMPAS)

Roberto Berliner – produtor e diretor

Membros suplentes:

Andre Ristum – diretor

Toni Venturi – diretor

SOBRE VIVIANE FERREIRA

A cineasta baiana Viviane Ferreira dirigiu e roteirizou diversos videoclipes e curtas documentais. Na ficção dirigiu e roteirizou os curtas Mumbi7Cenas pós Burkina (2010) e O dia de Jerusa (2014). Em seus trabalhos mais recentes, assina a codireção do longa-metragem Pessoas: viver para contar (2019); e a direção e roteiro do longa-metragem Um Dia Com Jerusa (2020). Mestre em políticas do audiovisual, pela UNB, é também advogada, com atuação focada em direito do entretenimento. Sócia-diretora da Odun Filmes, presidente da Associação de Profissionais do Audiovisual Negro ( APAN ) e Diretora Artística do “Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Brasil, África, Caribe e Outras Diásporas.”

Deixe uma resposta